terça-feira, 21 de março de 2017

Aos servidores municipais

A Reforma Administrativa proposta pelo Poder Executivo traz à tona um grande debate em torno do Estatuto do Servidor e da Lei Orgânica do Município... Porém, junto a todo esse debate, levantam-se também mentiras e muita boataria.

A Prefeitura vem oficialmente, através desta nota, reafirmar que o motivo da Reforma Administrativa proposta é a adequação da folha de pagamento ao difícil momento econômico que vive o país e pelo qual passa a cidade de Cubatão, com queda significativa em sua arrecadação.

Apesar de ver a necessidade desta mudança, o governo respeita o posicionamento contrário às idéias propostas, mas vê com muito pesar as informações distorcidas e os boatos que surgem com o objetivo claro de criar pânico entre os servidores. Isso só serve para enganar os cidadãos sobre a real situação do funcionalismo e sobre o teor da proposta.

O
 novo governo não compactua com mensagens que denigram a imagem do servidor cubatense e que estão sendo veiculadas nas redes sociais e outros meios eletrônicos. Pelo contrário! Esta Administração valoriza o funcionalismo, conhece a real situação de CADA servidor e, em respeito a este servidor, está trabalhando duro para tornar possível o pagamento de salários e benefícios em dia. Está também projetando o futuro e criando condições para que o servidor tenha segurança na Caixa de Previdência e para que o caos instalado nas contas públicas não volte a acontecer.

A Administração Municipal

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Fundo do Meio Ambiente de Cubatão deve ser aprovado nas próximas sessões do Legislativo

Município poderá contar já em 2017 com recursos de multas, Termos de Ajustamento de Conduta e compensações ambientais

As comissões de Meio Ambiente e de Justiça e Redação da Câmara deram pareceres favoráveis ao projeto de lei do Executivo que cria o Fundo Municipal do Meio Ambiente (FMMA). O projeto, enviado ao Legislativo pela Administração Municipal, deve ir a plenário nas próximas sessões, possivelmente na terça-feira (6).
Com a instituição do FMMA, Cubatão poderá contar com 50% dos recursos financeiros oriundos de multas ambientais aplicadas por órgãos como a Cetesb. Atualmente, esses valores seguem diretamente para o fundo estadual. Outros valores originados no cumprimento da legislação ambiental são direcionados ao fundo federal congênere.
Recursos obtidos em compensações ambientais, Termo de Ajuste de Conduta (TAC) e Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA) também passam a ser destinados ao FMMA.
Igualmente, comporão o Fundo os valores recebidos pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente a título de remuneração pelo uso, por terceiros, de áreas públicas administradas pela Prefeitura; e os recursos advindos de crédito de carbono.
Aplicação – Os recursos gerados para o FMMA serão aplicados no desenvolvimento sustentável integrado às inovações tecnológicas com o objetivo de elevar a qualidade de vida da população.
Outras destinações para os recursos do futuro fundo, conforme o projeto de lei, incluem o financiamento de ações de controle, fiscalização e defesa do Meio Ambiente, além de programas voltados ao desenvolvimento de pesquisas e treinamento de profissionais do setor ambiental.

Os recursos podem, ainda, ser aplicados em projetos educacionais e de conscientização da administração municipal, realizados diretamente ou por meio de parcerias.

Grêmio Aymoré é vice-campeão da Copa Expresso Popular de Futsal, na categoria Principal

Pela Copa Lidesan/Semes, o time ocupa a 2ª colocação

A equipe principal de futsal do Grêmio Aymoré/Cubatão teminou como vice-campeã da Copa Expresso Popular, ao ser derrotada na final, pela forte equipe da CEPE, por 3 x 1, gol cubatense anotado por Leandro. O jogo foi realizado nesta quinta-feira, dia 1º, na Arena Santos, que recebeu bom público para acompanhar o jogo.
Para o treinador cubatense Wendel Marques, sua equipe fez uma campanha de recuperação na Copa. “Nós nos classificamos em 3º lugar, na 1ª fase, com duas derrotas e uma vitória. Tivemos que jogar as oitavas e quartas de finais, com desvantagem, pois o empate favorecia os adversários, com melhor campanha”, afirmou o treinador, que destacou as vitórias contra Mongaguá, por 3 x 1,nas oitavas de finais, e contra o União RD, de Santos, por 7 x 3.
Marques lembra ainda que na Semifinal o jogo foi emocionante: “Estávamos perdendo por 5 x 2, para o time dos Embaixadores/PM Guarujá. Faltando cinco minutos para o fim do jogo, buscamos o empate em 5 x 5. Nos pênaltis ganhamos por 3 x 1, resultado que nos garantiu nesta final”.
Sob o comando de Wendel Marques, a equipe vice-campeã formou com Gustavo, Eduardo, Márcio, Leandro, Lucão, Marino, Renan, Felipe, Cris, Lukinhas e Rato.
Semes – Após esta final, o treinador destaca que o foco agora é a continuidade na participação da Copa Semes Lidesan, onde o Aymoré ocupa o 2º lugar no Grupo B da categoria Principal.
O time cubatense encerra sua participação na 1ª Fase, nesta segunda-feira, dia 5, contra o Spartanos. O jogo está marcado para às 21h, no Ginásio Dondinho, em São Vicente. Marques destaca que o time que colocará em quadra é o mesmo que disputou a final da Copa Expresso. “Só não vai jogar o Lucão, devido a ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo”, concluiu.


Texto: Lula Terras – MTb. 13.553

CMT, empresa de ônibus e alternativos debaterão soluções para o transporte municipal

Reunião conjunta será realizada na próxima terça-feira, dia 6

Representantes da Translider, concessionária de ônibus da Cidade, e dos operadores de transporte alternativo, debaterão na próxima terça-feira (6), com a direção da Companhia Municipal de Trânsito (CMT), pendências relacionadas à criação de novas linhas de coletivos em Cubatão.
A decisão é do prefeito em exercício Aguinaldo Araújo, tomada durante encontro na manhã desta sexta-feira (2), no Paço Municipal Piaçaguera, com membros da Cooperativa de Trabalho e Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros de Cubatão (Coopertransp).
Entre os casos a serem analisados no encontro da próxima semana estão os relacionados a sobreposições de linhas, ou seja, trajetos explorados simultaneamente, tanto pelos ônibus da concessionária como pelos veículos alternativos.
No encontro desta manhã, os representantes da Coopertransp solicitaram ao prefeito que lhes seja permitido, a partir de agora, participar, mesmo que informalmente, dos debates técnicos relacionados à criação das novas linhas. A legislação estabelece que esse tipo de análise deve envolver apenas a empresa concessionária  do transporte por ônibus e a CMT.
Segundo Aguinaldo Araujo, é importante que os dois setores, sob coordenação da Administração Municipal, busquem soluções de consenso. “Vivemos um período de crise e o diálogo ainda é a melhor maneira de enfrentá-lo. Tenho certeza de que o consenso será benéfico para o transporte da população e esse é nosso objetivo principal”, disse.
Do encontro desta sexta-feira participou, também, o superintendente da CMT, Flávio de Mattos.

Texto: Paulo Mota    MTb: 12.814

Fotos: Aderbau Gama